Porque meu consórcio aumenta todo mês?

Consórcio

Porque meu consórcio aumenta todo mês?

setembro 25, 2023
Junte-se a mais de 100 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos, presentes, brindes exclusivos com prioridade

Se você já se fez essa pergunta, está no lugar certo. Neste artigo, vamos explorar em detalhes o motivo pelo qual o seu consórcio parece aumentar a cada mês. Não se preocupe, você não está sozinho nessa dúvida. Muitos brasileiros enfrentam esse cenário e é fundamental entender o que está acontecendo. Afinal, a educação financeira é uma ferramenta poderosa para tomar decisões informadas sobre suas finanças pessoais.

O que é um consórcio?

Antes de mergulharmos no porquê dos aumentos mensais em seu consórcio, vamos revisar o conceito básico de consórcio. Um consórcio é uma forma de economizar e adquirir bens de valor, como carros, imóveis ou até mesmo serviços. Ele funciona como um grupo de pessoas que se unem com o objetivo de alcançar um objetivo em comum, que é adquirir um bem específico.

Cada participante do consórcio paga uma parcela mensal, que é administrada por uma empresa especializada, a administradora de consórcios. A cada mês, uma ou mais pessoas do grupo são contempladas por sorteio ou lance, o que lhes permite receber o valor correspondente à carta de crédito. No entanto, a grande maioria dos participantes precisa continuar pagando suas parcelas até o final do grupo para receber o benefício.

Entendendo o aumento nas parcelas

Agora que já relembramos o conceito de consórcio, podemos abordar a questão central deste artigo: por que as parcelas do meu consórcio aumentam todo mês?

Reajuste anual

Uma das razões pelas quais as parcelas de um consórcio tendem a aumentar é o reajuste anual. As administradoras de consórcios frequentemente aplicam um reajuste nas parcelas com base em índices econômicos, como o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) ou o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Esse reajuste é feito para garantir que o valor da carta de crédito se mantenha atualizado ao longo do tempo, de forma a acompanhar a inflação e a variação de preços dos bens que podem ser adquiridos por meio do consórcio. Portanto, é importante estar ciente de que esse aumento é uma prática comum e está previsto no contrato de consórcio.

Taxas administrativas

Outro fator que pode contribuir para o aumento das parcelas do consórcio são as taxas administrativas. As administradoras cobram uma taxa mensal para cobrir os custos de gestão do grupo, como o pagamento de funcionários, despesas operacionais e manutenção do sistema.

Essas taxas podem variar de uma administradora para outra, e é essencial verificar os detalhes do contrato para entender quais taxas estão sendo aplicadas e como elas impactam o valor das parcelas. Algumas administradoras também podem aumentar essas taxas ao longo do tempo, o que pode contribuir para o aumento das parcelas.

Valor da carta de crédito

Além disso, o valor da carta de crédito também influencia no aumento das parcelas do consórcio. Se o valor do bem que você deseja adquirir tiver um aumento significativo ao longo do tempo, a carta de crédito precisará ser ajustada para acompanhar esse aumento.

Isso significa que, se o preço do imóvel, por exemplo, subir consideravelmente desde o início do consórcio, a sua parcela mensal também aumentará para que você tenha a quantia necessária para adquirir o bem desejado no momento da contemplação.

Juros embutidos

Os juros também desempenham um papel importante no aumento das parcelas do consórcio. Muitas vezes, o contrato de consórcio prevê a cobrança de juros embutidos, que são incorporados ao valor das parcelas ao longo do tempo.

Esses juros embutidos são uma forma de remunerar a administradora pelo serviço prestado e também de gerar lucro. Portanto, à medida que as parcelas são pagas, os juros embutidos aumentam, o que contribui para o aumento progressivo das parcelas do consórcio.

Inadimplência no grupo

A inadimplência de outros participantes do grupo também pode afetar o valor das suas parcelas. Quando membros do consórcio deixam de pagar suas parcelas, a administradora precisa buscar formas de cobrir esses valores em falta.

Uma das maneiras de fazer isso é distribuir o valor devido entre os participantes adimplentes, o que pode resultar em um aumento temporário nas parcelas. Portanto, mesmo que você esteja em dia com seus pagamentos, a inadimplência de outros pode impactar o valor que você paga mensalmente.

Considerações finais

Em resumo, as parcelas do seu consórcio aumentam todo mês devido a uma combinação de fatores, incluindo reajuste anual, taxas administrativas, valor da carta de crédito, juros embutidos e a inadimplência de outros participantes. É fundamental compreender esses elementos e analisar o contrato de consórcio antes de aderir a esse tipo de modalidade de compra.

Lembre-se de que o consórcio pode ser uma excelente forma de adquirir bens de valor, desde que você esteja ciente dos custos envolvidos e se planeje financeiramente para lidar com os aumentos nas parcelas.

Por fim, se você deseja aprofundar seus conhecimentos em finanças e investimentos, considere os cursos oferecidos pela SagiRenda. Nossos cursos abrangem uma variedade de tópicos financeiros e podem ajudá-lo a tomar decisões mais informadas para garantir a sua saúde financeira. Para saber mais, visite nossa página de cursos em SagiRenda Cursos. A educação financeira é o primeiro passo para uma vida financeira mais saudável e estável.

One Reply to “Porque meu consórcio aumenta todo mês?”

É possível ser contemplado no primeiro mês de consórcio? - SagiRenda

[…] Consórcio […]

Os comentários estão desativados para esta publicação.